Você está em:
Notícias
23 de outubro de 2018 - 09:57

Delegação busca na Holanda novas possibilidades da Agricultura de Precisão

Apsul América 2019 já tem data marcada e preparativos para o congresso são iniciados através da busca de novas possibilidades da Agricultura de Precisão na Holanda

O Congresso Sul-Americano de Agricultura de Precisão (APSUL) acontece a cada dois anos, mas são permanentes os trabalhos em busca de novos conhecimentos e tecnologias para serem apresentadas aos participantes e tornar a Agricultura Nacional cada vez mais produtiva e competitiva com os mercados estrangeiros.

Com data marcada para os dias 24 e 25 de Setembro de 2019, os preparativos para o V Apsul América já começaram. No início do mês de outubro, dos dias 1 a 5, uma delegação participou de uma Missão na Holanda, intitulada Precision Agriculture Inovatio Mission – Brazil & Nehterlands, que envolveu reuniões e visitas técnicas para conhecer a tecnologia empregada na produção do país.

A delegação foi formada pela Presidente do Apsul Teodora Lütkemeyer, Professor Telmo Amado e Professor Lúcio do Amaral da Universidade Federal de Santa Maria, Fabrício Juntolli do Ministério da Agricultura, Edson Bolfe da Empraba Sire, Pedro Machado da Embrapa Labex Europe, Ieda del Sanches do INPE, Ernest Jan Bakker da Holland Innovation Network São Paulo, Willemien van Asselt da RVO, Rodrigo Tsukahara da Fundação ABC, Diego Gadenz da Stara, Norberto Alves Ferreira do CPqD e Tulio Marques do AJE.

Inicialmente, os participantes reuniram-se com integrantes do Ministério de Assuntos Econômicos e Política Climática e Ministério da Agricultura na cidade de Den Haag(Haia), que explanaram como a Holanda enfrenta os desafios globais da produção agrícola. Ainda no primeiro dia do tour, a delegação visitou as instalações da empresa VanderSat na cidade de Haarlem e a empresa NLR/NL que se dedica a inovação aeroespacial sediada em Amsterdã.

Conforme relata a Presidente do Apsul, Teodora Lütkemeyer, estas empresas dedicam-se a aplicação da tecnologia via satélite na produção agrícola. A mesma tecnologia existe no Brasil, porém ainda não é muito utilizada devido ao atraso nas imagens, enquanto na Holanda o intervalo de tempo entre a captura da imagem e processamento para o produtor é de 12 horas com uma margem de erro de menos 0,4%; no Brasil este intervalo chega a atingir 5 dias.  A empresa associa imagens via satélite e as obtidas por drone.

Outro ponto alto da visita na Holanda foi na Universidade de Wageningen, considerada a melhor universidade do mundo no que tange a pesquisa e aplicação de tecnologia na agricultura. A universidade se difere das demais, pois além de instituição de pesquisa/ensino a mesma possui uma empresa de pesquisa que faz a mediação entre o meio acadêmico e a aplicação dos conceitos na prática.

A aplicação destas pesquisas pode ser observada através do projeto Akkerweb, que tem uma base de aproximadamente 3.500 produtores que utilizam a assessoria e base de dados oferecidos pela universidade de Wageningen.

Engana-se também quem pensa que a Agricultura de Precisão é utilizada somente na produção de grãos como Soja, Milho e Trigo. Na cidade de Reusel, a fazenda Van de Borne produz batatas com aplicação de 100% de agricultura de precisão, obtendo assim os melhores resultados possíveis através da análise e controle do solo e das cultivares.

No dia 04 a delegação participou da Innovation Expo 2018 que contou com 200 expositores. O IE2018 é uma amostra dos desenvolvimentos mais atuais e de alto perfil que a Holanda tem a oferecer. Mostraram soluções holandesas para os principais desafios sociais nas áreas de economia circular, energia, água, mobilidade, ambiente construído, saúde e alimentação e as principais tecnologias necessárias.

No último dia, os participantes realizaram uma visita ao escritório do Espaço Holandês em sensoriamento remoto (Haia). É semelhante ao FINEP aqui no Brasil, financia também empresas holandesas que pretendem investir em outros países. Teve a apresentação de aproximadamente 5 (cinco) empresas que dispõem de plataformas digitais, imagens por satélite, informações geográficas, fotos aéreas e de radar e utilizam a inovação na agricultura.

O encerramento da missão se deu com a visita à Embaixada do Brasil, onde foi feita uma avaliação da Missão, destacando o potencial da Holanda e as possibilidades de futuros negócios. Na oportunidade também foram relatadas as dificuldades brasileiras, que são a falta de internet na lavoura, o sub uso das tecnologias disponíveis e os entraves legais para vinda de empresas estrangeiras para o Brasil.

Em todos Órgãos Governamentais e na Universidade de Wageningen, a delegação formalizou Convite para participação no V APSUL AMÉRICA.

 

Reportagem: Jaques Petry – Jornalista (MTE 0018162/RS)


Localização
Parque da Expodireto Cotrijal - RS 142
Não-Me-Toque/RS (ver no mapa)
Fale Conosco
Telefone: (54) 3332.3500
E-mail: apsulamerica2015@gmail.com